você quer ter uma ForteMente para trilhar seu caminho com equilíbrio? sim não
Post Forte

Ensinamento

Post
Como enfrentar uma crise no casamento?

"Prometo estar contigo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, amando-te, respeitando-te e sendo-te fiel em todos os dias de minha vida, até que a morte nos separe." 

Esse é o juramento que muitos fazem no dia do casamento. Apesar de muito profundo e romântico, o dia a dia nem sempre é assim tão bonito. Convenhamos, a convivência é uma tarefa difícil. Lidar com os hábitos e crenças de outra pessoa requer comprometimento, dialogo e muuuuita paciência, ainda mais quando essa experiencia é vivida 24 horas por dia, 7 dias por semana... 

 


Conheça o Programa de Desenvolvimento Pessoal ForteMente  

 


Estamos tão apegados a ideia de perfeição e que todo conto termina com um final feliz que quando nos deparamos com as dificuldades do relacionamento diário e notamos que algo vai mal com nosso parceiro, nos sentimos tão mal e nos preocupamos tanto que acabamos transformando algo que poderia ser resolvido de forma simples em uma tempestade! 

Esses problemas de casal podem ser uma ótima oportunidade para nos reconectarmos com o que é importante, para reforçar nosso compromisso e para melhorar a qualidade de nossa relação. Basta administrá-los e procurar soluções assertivas. 

Pode parecer difícil, mas seguindo algumas dicas simples é possível começar a encara a situação com outros olhos. 

1- Lembre por que você está com seu parceiro 

No início, tudo parece lindo, estamos tão dispostos a nos apaixonar todos os dias pela mesma pessoa, mas é só surgir uma crise que passamos a enxergar só aquilo que vem dando errado e o que há de ruim na relação. 

No entanto, basta pensarmos um pouquinho sobre todos os motivos pelos quais nos apaixonamos e decidimos compartilhar a casa, a vida, a história com aquela pessoa, afinal se estamos há bastante tempo em uma relação existe algum motivo. 

Esse processo de reflexão também pode ser importante para reestabelecer prioridades. Se perguntar: "o que eu quero numa relação? Segurança, confiança, status...?", pode levar a uma nova percepção da relação e a melhorias significativas caso haja um diálogo saudável com o parceiro. 

Trabalhem juntos na busca por soluções para satisfazer as necessidades dos dois e para buscar encontrar novamente o equilíbrio e a paixão do namoro. 

2- Não tenha medo de ferir os sentimentos da outra pessoa 

Aqui, novamente, enfatizaremos a importância do diálogo. 

É comum o medo de magoar a outra pessoa por dizer aquilo que nos incomoda nela ou na relação, assim costumamos silenciar algumas opiniões e chegamos a não expressar nossa dor diante de alguns atos que nos provocam mal-estar. 

Mesmo é importante ter em mente que, mesmo que no início não dizer o que pensamos possa evitar alguns conflitos, a longo prazo isso nos fará mais mal do que bem. Uma relação não será saudável se precisarmos sacrificar nossas necessidades, por isso um dos primeiros passos que precisamos dar é o de aprender a expressar as nossas necessidades de forma assertiva 

E outro lembrete aqui é: não culpar o outro por tudo. O relacionamento é uma via de mão dupla, independente do rumo que ele toma, só acontece porque as duas pessoas envolvidas permitem. E o mesmo se aplica à mudança: ela só acontecerá se ambos estiverem dispostos e empenhados. 

3- Não se assuste se você se sente atraído por alguém novo 

Essa, possivelmente, é a maior causa de crises matrimoniais do mundo. A construção da ideia de monogamia está muito atrelada a de que devemos desejar uma única pessoa para o resto da vida e daí vem grandes problemas como ciúme.

O problema é que às vezes esperamos que o amor seja tão forte, que apague para sempre nossa atração por outras pessoas, mas a verdade é que faz parte na nossa essência humana desejar. 

Então se você se deparar com essa situação, não precisa se desesperar, o que importa não é o fato de sentir atração, e sim o que você faz com essa sensação. Se você está em um relacionamento a dois, o mais viável é parar e pensar friamente no que irá trazer mais felicidade a longo prazo: seguir seus impulsos ou agir de forma que possa se sentir orgulhoso de si mesmo? 

Resumindo: acredito que nada melhor para conquistar e manter uma relação saudável do que dialogo. Não podemos ter medo de nos abrir, de nos expor, de parecermos frágeis e falhos diante de quem escolhemos compartilhar a vida. 


Se você precisa de ajuda para reencontrar o equilíbrio na sua vida pessoal e afetiva, tenho mais dicas para você aqui